Quem é quem: México

Jogador por jogador, conheça a seleção do México que disputará a Copa das Confederações

Anúncios

A seleção mexicana é uma incógnita. Contra equipes fortes, sobretudo o Brasil, o México se solta e pratica um futebol competitivo, mostrando técnica, velocidade e coragem.  Contra adversários mais fracos, como os das Eliminatórias da Concacaf, é um time titubeante, inseguro e que demora para tomar a atitude. Por isso, a classificação para o Mundial está longe de ser uma segurança, uma ideia inexplicável para um grupo que tem talentos para superar seus vizinhos. Resta ver com que cara essa equipe chega ao Brasil.

1 – Guillermo Ochoa
Goleiro, 27 anos, Ajaccio-FRA

Goleiro muito elástico e espetaculoso, que merecia ter sido o titular na Copa de 2010. No entanto, não vive mais o momento brilhante da época de América. Tem falhado mais que o normal, o que lhe custou a posição de titular da seleção mexicana.

2 – Francisco “Maza” Rodríguez
Defensor, 31 anos, América

Líder da equipe, é um zagueiro forte fisicamente. Peca pela falta de velocidade se a defesa ficar exposta a contra-ataques.

3 – Carlos Salcido
Defensor, 33 anos, Tigres

Lateral-esquerdo experiente, não avança ao ataque com o mesmo vigor do passado. Mas é um jogador correto, que comete poucos erros e forma uma boa dupla pela esquerda com Guardado.

4 – Diego Reyes
Defensor, 20 anos, América

Pode jogar na defesa, mas atua como volante no América. É um jovem que ainda está ganhando experiência. Aparece bem no jogo aéreo.

5 – Jesús Molina
Defensor, 25 anos, América

Destaca-se pela versatilidade. Atua como volante, zagueiro e lateral. Ainda não explodiu completamente, mas é um jogador em ascensão.

6 – Gerardo Torrado
Meio-campista, 34 anos, Cruz Azul

É o terceiro jogador com mais partidas pela seleção mexicana na história. Muito experiente, orienta o meio-campo como segundo volante e pode acelerar o jogo com lançamentos.

7 – Pablo Barrera
Meio-campista, 25 anos, Cruz Azul

Meia que joga aberto pela direita, pode até aparecer como segundo atacante. É criativo e rápido, mas some em algumas partidas.

8 – Ángel Reyna
Atacante, 28 anos, Pachuca

Atacante que pode atuar no setor de armação, foi o substituto de Cabañas no América quando o paraguaio sofreu uma tentativa de assassinato em um bar. Apesar de ser um jogador que normalmente prepara as jogadas para os companheiros, costuma marcar muitos gols.

9 – Aldo de Nigris
Atacante, 29 anos, Monterrey

Atacante alto, é uma opção interessante quando o México precisa de mais força aérea. Movimenta-se bastante pelo ataque, mas não tem muita velocidade devido a seu tamanho. É o reserva imediato de Chicharito, mas pode ser titular se De la Torre optar por um 4-4-2.

10 – Giovani dos Santos
Meio-campista, 24 anos, Mallorca-ESP

Jogador rápido pela direita, pode entrar como meia de armação ou segundo atacante. Dá mais velocidade ao ataque mexicano e pode quebrar a marcação do adversário pela habilidade, mas tem brancos em determinados momentos da partida e some.

11 – Javier Aquino
Meio-campista, 23 anos, Villarreal-ESP

Meia-direita, não é um jogador particularmente criativo ou habilidoso, mas cumpre bem seu papel taticamente.

12 – José de Jesús Corona
Goleiro, 32 anos, Cruz Azul

Melhor goleiro do México no momento. Não é espalhafatoso como Óscar Pérez ou Jorge Campos, nem espetaculoso como Memo Ochoa, mas passa segurança com bom posicionamento e atitude mais austera.

13 – Severo Meza
Defensor, 26 anos, Monterrey

Lateral-direito que não costuma avançar muito ao ataque. Prefere compor na defesa e ficar na cobertura para dar liberdade a Barrera ou Giovani dos Santos.

14 – Javier “Chicharito” Hernández
Atacante, 25 anos, Manchester United-ING

Principal jogador mexicano do momento, é um atacante instintivo e de bom posicionamento na área. Na seleção, nem sempre consegue jogar à altura das cobranças que recebe.

15 – Héctor Moreno
Defensor, 25 anos, Espanyol-ESP

Zagueiro que fez parte da seleção mexicana campeã mundial sub-17 em 2007, começa a ganhar espaço na seleção principal.

16 – Héctor Herrera
Meio-campista, 23 anos, Pachuca

Segundo volante, pode também jogar um pouco mais avançado, como meia de criação. Marca e vai à frente com eficiência, servindo de boa opção para o técnico De la Torre.

17 – Jesús Zavala
Meio-campista, 25 anos, Monterrey

Volante alto e forte, marca com bastante determinação. No entanto, é um pouco desengonçado e às vezes deixa espaço quando tenta ajudar no ataque.

18 – Andrés Guardado
Meio-campista, 26 anos, Valencia-ESP

Meia-esquerda de muito vigor, ajuda o lateral e aparece na ponta com facilidade. Faz uma boa dupla com Salcido, mas às vezes se ressente de algum meia que se aproxime dele para tabelar e criar a jogada ofensiva.

19 – Raúl Jiménez
Atacante, 23 anos, América

Atacante alto, fez parte da equipe mexicana que conquistou o ouro olímpico em Londres. É um pouco lento, e pode entrar para ajudar no jogo aéreo, fazendo o pivô ou ajudando a reter a bola no campo de ataque.

20 – Jorge Torres
Defensor, 25 anos, Tigres

Lateral-esquerdo, chegou a ganhar a posição de Salcido. Atualmente, é uma opção mais veloz – e menos experiente – para a posição.

21 – Hiram Mier
Defensor, 23 anos, Monterrey

Outro coringa do elenco de De la Torre. Pode jogar como zagueiro ou lateral-direito (que deve ser sua função na Copa das Confederações).

22 – Gerardo Flores
Defensor, 27 anos, Cruz Azul

Lateral-direito que apoia bem e até atua como meia, mas sabe bem escolher o momento de ir ao ataque ou proteger sua posição.

23 – Alfredo Talavera
Goleiro, 30 anos, Toluca

Goleiro experiente, é uma opção bastante interessante no caso de Corona e Ochoa ficarem sem condições de jogo ao mesmo tempo.