Nossa cabeça travou ao ver a quantidade de insanidades da propaganda do Madden 16

Você nunca achou que alguém conseguisse juntar Rex Ryan morto, Colin Kaepernick cego, Rob Gronkowski em Bollywood e um tiranossauro em uma só história

Anúncios

Foram longos meses de estiagem. Não havia futebol americano, um snap que fosse. Tirando o draft, era só notícia sobre jogador fazendo o que não deve fora de campo e Tom Brady brigando com Roger Goodell por causa da punição sobre as bolas murchas. Mas chega agosto e o ânimo volta. A pré-temporada é uma realidade e já dá para ter um gostinho da maior liga dos Estados Unidos.

VEJA MAIS: O comercial do Madden 15 é a coisa mais nonsense do ano

Mas, de repente, tudo isso parece menor e insignificante. Tudo porque a EA conseguiu ser mais loucamente insana (pleonasmo proposital) que havia sido no ano passado e fez uma propaganda do novo Madden que faz nossa cabeça girar. A empresa conseguiu juntar Rex Ryan morto, Colin Kaepernick cego, Rob Grokowski em Bollywood e um tiranossauro em um vídeo de 5 minutos.

É muita informação. Nosso cérebro não está respondendo aos estímulos. Seremos obrigados a reiniciá-lo depois dessa.

CURTA A PÁGINA DO EXTRATIME NO FACEBOOK

Qual o time mais trapaceiro da NFL? Um site fez o ranking, e os vencedores NÃO são os Patriots

O time da NFL que não trapaceou, que atire a primeira bola (murcha ou cheia)

Burlar as regras é algo quase tão antigo quanto existir regras. Provavelmente no dia seguinte à criação da primeira regra da humanidade surgiu o primeiro indivíduo que a burlou. Claro que isso ocorre no esporte, e todo mundo tira uma casquinha. Na NFL, o New England Patriots ganhou fama de ser uma franquia sacana por murchar bolas e roubar sinais dos adversários, mas será que o time de Boston é tão pior que os outros?

VEJA MAIS: Entenda o Deflategate

O site Your Team Cheats surgiu para dar uma luz nesse debate. Eles levantaram todos os escândalos envolvendo as franquias da NFL e mostrou que todas já passaram dos limites das regras. E, de acordo com o currículo, fizeram um ranking. E, surpresa!, os Patriots não ocupam a primeira posição.

A lista está abaixo, mas para ver o que cada equipe fez, clique aqui.

1) Denver Broncos
2) New York Jets
3) Pittsburgh Steelers
4) San Francisco 49ers
5) New York Giants
6) Oakland Raiders
7) Washington Redskins
8) Baltimore Ravens
9) Miami Dolphins
10) Indianapolis Colts
11) Detroit Lions
12) Green Bay Packers
13) Atlanta Falcons
14) Seattle Seahawks
15) Carolina Panthers
16) Tampa Bay Buccaneers
17) Minnesota Vikings
18) New Orleans Saints
19) Dallas Cowboys
20) Philadelphia Eagles
21) San Diego Chargers
22) New England Patriots
23) Chicago Bears
24) Buffalo Bills
25) Cleveland Browns
26) Tennessee Titans
27) St. Louis Rams
28) Houston Texans
29) Cincinnati Bengals
30) Jacksonville Jaguars
31) Arizona Cardinals
32) Kansas City Chiefs

Jogador dos Falcons é indiciado por matar esse yorkshire terrier com um chute

Atlanta imediatamente dispensou Prince Shembo, que já havia sido acusado de estupro de uma garota na universidade

O noticiário de futebol americano durante as férias da NFL se torna cada vez mais escabroso. Já houve casos de agressão a mulher, agressão a filho e assassinatos. Nesta semana, foi a confirmação da acusação de que um linebacker de 1,85 metro de altura e 115 kg matou o cachorro de sua ex-namorada com um chute.

LEIA TAMBÉM:
– Aaron Hernandez é condenado a prisão perpétua por assassinato em 2013
– EA Sports anuncia que vai tirar Ray Rice do Madden após novo vídeo de agressão
– NFL começou a tentar limpar a casa, mas outro escândalo de violência doméstica apareceu

O caso ocorreu em 15 de abril em Gwinett, estado da Geórgia. Denicia Williams deixou Dior, um yorkshire terrier, com Prince Shembo, seu namorado e linebacker do Atlanta Falcons. Ao voltar, ela percebeu que o cachorro não estava bem. Ela o levou a um hospital veterinário, onde Dior faleceu. No dia seguinte, Shembo admitiu que matou o cachorro com um chute forte, mas alegou que não pretendia machucá-lo.

Prince Shembo durante o NFL Combine de 2014 (AP Photo/Michael Conroy)
Prince Shembo durante o NFL Combine de 2014 (AP Photo/Michael Conroy)

Williams terminou o relacionamento com o jogador dos Falcons e levou o caso à política. Uma necrópsia confirmou que a morte foi causada por forte pancada. Nesta sexta, a polícia indiciou Shembo por crueldade agraada de animais. Imediatamente, o Atlanta Falcons anunciou a dispensa de Shembo.

Um jogador de 115 kg matar um yorkshire terrier de 3 kg a chute parece uma história escabrosa demais, mas talvez nem seja a pior do currículo de Shembo. Em 2014, antes de ser draftado, o jogador admitiu que havia sido acusado de estupro quatro anos antes, quando ainda defendia a Universidade de Notre Dame. A vítima, Lizzy Seeberg, se suicidou. Sua família acusou a univerisdade de ser negligente nas investigações com medo de perder Shembo.

Falcons divulga vídeo da cobertura de seu estádio e é uma beleza

O sistema da cobertura retrátil é bastante incomum, e por isso é tão legal

As obras do novo estádio do Atlanta Falcons (enquanto não houver um patrocinador, o nome é “New Atlanta Stadium”) já estão em andamento, mas ainda há detalhes da arena que estão saindo apenas agora. É o caso da cobertura retrátil, que só foi divulgada nesta semana pelo escritório HOK, que comprou o 360 Architecture (responsáveis originais pelo projeto) no último dia 13.

São dois escritórios conhecidos pelo trabalho em arenas esportivas. Por isso, é de se entender como a nova casa dos Falcons ficou essa beleza:

Obs.: de qualquer modo, esse esquema de cobertura é bastante inusitado e é legítimo imaginar o quanto custará para a construção e operação. Afinal, ele está sendo bancado pelos cofres públicos…

A versão 2014 do Black Monday da NFL foi calminha. Veja quem perdeu o emprego

Foram quatro técnicos (e um deles nem foi formalmente demitido) e apenas dois diretores esportivos

É uma tradição da NFL. A segunda-feira imediatamente após a 17ª rodada da temporada regular marca o anúncio de várias demissões pela liga. Para 20 franquias, o campeonato já acabou e é momento de se planejar para o próximo. E, se alguma figura de comando precisa ser trocada, não há tempo a perder.

LEIA MAIS: Um homem de Michigan será o técnico dos Wolverines: Jim Harbaugh

Mas, convenhamos, a Black Monday de 2014 foi calma. Foram apenas quatro técnicos (e um deles não foi oficialmente demitido) e dois diretores esportivos demitidos. Menos que os cinco técnicos e um diretor de 2013 e muito menos que os sete técnicos e cinco diretores de 2012.

Veja abaixo quem começou esta terça atualizando seu currículo no LinkedIn.

PROGRAME-SE: Aqui está a tabela dos playoffs da NFL

Lá também tem confusão: torcedor de Atlanta leva facada após Falcons x 49ers

Vítima foi atacada na garganta durante uma discussão com torcedor dos 49ers

Polícia verifica local em que torcedor dos Falcons foi atacado (Crédito: Casey Nichols/ WSB-TV)

A derrota em casa para o San Francisco 49ers não foi a única notícia triste deste domingo para o Atlanta Falcons. Logo após a partida, um torcedor do clube foi esfaqueado nos arredores do Georgia Dome. Seu nome não foi divulgado, apenas o fato de que tem 35 anos.

De acordo com testemunhas, ele começou a discutir com um torcedor dos 49ers na rua. Em determinado momento, o debate esquentou e o seguidor do Atlanta agrediu o oponente. Como resposta, levou uma facada na região da garganta. O primeiro boletim médico disse que sua condição era “estável”.

LEIA MAIS:
– Mesma história, final diferente. Falcons abrem, mas Niners viram e vão ao Super Bowl
– Adiem a aposentadoria de Ray Lewis de novo! Ravens vencem Pats e vão ao Harbaugh Bowl
Quem acha que tudo era melhor no passado, é bom lembrar como NBC abria transmissão há 40 anos
Achamos um torcedor mais maluco que você. E não há discussão

Brigas violentas entre torcedores não são tão comuns no esporte americano, e normalmente estão ligadas a discussões entre poucos indivíduos, não algo organizado por grupos, como no futebol sul-americano e europeu.

Coincidentemente, o último grande caso de briga de torcida nos Estados Unidos envolveu um time de São Francisco. Após um Dodgers x Giants, na abertura da temporada 2011 da MLB, Bryan Stow, torcedor do San Francisco, foi atacado por um grupo de quatro torcedores do Los Angeles no estacionamento do estádio Dodger. Ele ficou meses em coma, teve de se aposentar por invalidez e até hoje sofre de falta de memória e dores crônicas.