Já que prêmio de ícone do Espys podia ser dividido, não custava darem também a Jeff Gordon

Um dos maiores pilotos da história dos Estados Unidos merecia uma homenagem no ano de sua aposentadoria

Anúncios

Um dos maiores jogadores da história da NFL, fechou sua carreira conquistando o Super Bowl 50. Uma das maiores jogadoras de futebol da história, conquistou a Copa do Mundo feminina em seu último ano. Um dos maiores jogadores da história do basquete, fechou a carreira com uma partida de 60 pontos. Não há a menor dúvida que Peyton Manning, Abby Wambach e Kobe Bryant foram três dos grandes nomes que deixaram o esporte em 2015/16. Por isso, não há como contestar o fato de eles serem merecedores de um prêmio pelo que fizeram, como a edição de 2016 do Espys.

Era difícil decidir entre eles. Cada um, dentro de sua modalidade, foi vencedor e deixou sua marca, como Derek jeter, vencedor único de 2015. Dessa forma, a organização decidiu dar o prêmio aos três. Uma decisão compreensível, já que se trata de uma premiação honorífica e estabelecer uma competição entre quem foi mais espetacular entre grandes nomes acabaria indiretamente desvalorizando a trajetória dos derrotados.

Até aí, tudo certo. Mas, se era possível premiar mais de um atleta nessa categoria, faltou um nome: Jeff Gordon. O piloto encerrou a carreira na Sprint Cup em 2015 com quatro títulos, 93 vitórias (terceiro no ranking histórico) e três vitórias nas 500 Milhas de Daytona. É recordista de vitórias em superspeedways e em mistos, o que mostra sua versatilidade. Também sempre foi muito respeitado por torcedores e adversários. É um dos melhores da história do automobilismo americano.

Manning, Wambach e Bryant (no vídeo abaixo, o discurso deles em inglês) mereciam o prêmio de ícone. Mas, já que era possível entregar para três, podiam dar para quatro e incluir Gordon.

http://player.espn.com/player.js?playerBrandingId=4ef8000cbaf34c1687a7d9a26fe0e89e&adSetCode=91cDU6NuXTGKz3OdjOxFdAgJVtQcKJnI&pcode=1kNG061cgaoolOncv54OAO1ceO-I&width=740&height=416&externalId=espn:17063019&thruParam_espn-ui%5BautoPlay%5D=false&thruParam_espn-ui%5BplayRelatedExternally%5D=true

Veja abaixo a lista completa de vencedores do Espys 2016:

Melhor desempenho de quebra de recorde: Stephen Curry (basquete/Golden State Warriors)
Melhor atleta revelação: Jake Arrieta (beisebol/Chicago Cubs)
Melhor jogada: Aaron Rodgers para Richard Rodgers (futebol americano/Green Bay Packers)
Melhor time: Cleveland Cavaliers (basquete)
Melhor atleta mulher: Breanna Stewart (basquete/UConn Huskies e Seattle Storm)
Melhor atleta homem: LeBron James (basquete/Cleveland Cavaliers)
Melhor desempenho de título: LeBron James (basquete/Cleveland Cavaliers)
Melhor jogo: Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers, jogo 7 das finais da NBA (basquete)
Melhor jogador da NBA: LeBron James (Cleveland Cavaliers)
Melhor jogador da MLB: Bryce Harper (Washington Nationals)
Melhor atleta mulher de esporte de ação: Jamie Anderson (snowboard)
Melhor atleta homem de esporte de ação: Ryan Dungey (motocross)
Melhor jóquei: Mario Gutierrez
Melhor jogador de boliche: Jason Belmonte
Melhor atleta universitária: Breanna Stewart (basquete/UConn Huskies)
Melhor atleta mulher com deficiência: Tatyana McFadden (atletismo)
Melhor atleta homem com deficiência: Richard Browne (atletismo)
Maior zebra: Vitória de Holly Holm sobre Ronda Rousey (MMA)
Melhor técnico: Tyronn Lue (basquete/Cleveland Cavaliers)
Melhor atleta internacional: Cristiano Ronaldo (futebol/Real Madrid e Portugal)
Melhor lutador: Conor McGregor (MMA)
Melhor jogador da NFL: Cam Newton (Carolina Panthers)
Melhor jogador da NHL: Sidney Crosby (Pittsburgh Penguins)
Melhor jogadora da WNBA: Maya Moore (Minnesota Lynx)
Melhor atleta universitário: Buddy Hield (basquete/Oklahoma Sooners)
Melhor piloto: Kyle Busch (Nascar)
Melhor golfista homem: Jordan Spieth
Melhor golfista mulher: Lydia Ko
Melhor tenista homem: Novak Djokovic
Melhor tenista mulher: Serena Williams
Melhor jogador da MLS: Sebastian Giovinco (Toronto FC)
Prêmio Jimmy V de Perseverança: Craig Sager
Prêmio Arthur Ashe de Coragem: Zaevion Dobson
Prêmio Pat Tillman de Serviço militar: Sargento Elizabeth Marks
Melhor momento: Cleveland vence seu primeiro título em 52 anos
Melhor atleta que deu a volta por cima: Eric Berry (futebol americano/Kansas City Chiefs)
Prêmio de Ícone: Kobe Bryant (basquete/Los Angeles Lakers), Peyton Manning (futebol americano/Denver Broncos) e Abby Wambach (futebol/Estados Unidos)

Caitlyn Jenner, Warriors e seleção feminina de futebol são os destaques dos ESPYs

Veja a lista completa de vencedores da premiação organizada pela ESPN dos Estados Unidos

Os ESPYs de 2015 já criaram repercussão meses antes de serem entregues. O anúncio que Caitlyn Jenner, nova identidade do ex-decatleta Bruce Jenner, receberia o Prêmio Arthur Ashe de coragem criou muito debate. E, claro, o discurso da medalhista olímpica se tornou o grande momento do evento.

Mas a lista de premiados também merece atenção pelo destaque que deu ao esporte feminino. A seleção norte-americana de futebol, tricampeã do mundo, conquistou o prêmio mais importante da noite, o de melhor equipe. O evento organizado pela ESPN norte-americana também reconheceu a façanha do Golden State Warriors, de onde saíram os premiados de melhor jogador da NBA, melhor atleta homem de todos os esportes e melhor técnico.

Confira a lista completa de vencedores:

Melhor atleta homem

Stephen Curry (Golden State Warriors)

Indicados: LeBron James (Cleveland Cavaliers), Aaron Rodgers (Green Bay Packers) e JJ Watt (Houston Texans)

Melhor atleta mulher

Ronda Rousey (MMA)

Indicadas: Breanna Stewart (UConn Huskies, basquete universitário), Lindsey Vonn (esqui alpino) e Serena Williams (tênis)

LeBron James (Cleveland Cavaliers)

Indicados: American Pharoah(turfe) e Lauren Haeger (Florida Gators, softbol)

Melhor atleta inovador

Mo’ne Davis (Taney Dragons, beisebol infantil)

Indicados: Odell Beckham Jr (New York Giants), Cardale Jones (Ohio State Buckeyes) e Jordan Spieth (golfe)

Melhor desempenho de quebra de recorde

Peyton Manning (Denver Broncos)

Indicados: Lauren Chamberlain (Oklahoma Sooners, softbol universitário), Devin Hester (Atlanta Falcons) e Klay Thompson (Golden State Warriors)

Maior surpresa

Ole Miss Rebels sobre Alabama Crimson Tide (futebol americano universitário)

Indicados: Georgia State Panthers sobre Baylor Bears (basquete universitário feminino) e Kansas City Royals conquista a Liga Americana (MLB)

Melhor jogo

New England Patriots x Seattle Seahawks (NFL, Super Bowl)

Indicados: Oakland Athletics x Kansas City Royals (Playoffs da MLB, repescagem) e San Antonio Spurs x Los Angeles Clippers (Playoffs da NBA, jogo 7)

Melhor jogada (estilo mata-mata)

Recepção de Odell Beckham (NFL) x Gol de goleiro de Albany (lacrosse)

Outros: Bahamas Bowl Hail Mary (futebol americano NCAA) x Defesa de Dwayne Bravo (críquete), Gol de Lionel Messi (futebol) x Enterrada de Jerian Grant (basquete), Interceptação de Malcolm Butler (NFL) x Triple back flip de Josh Sheehan (motocross estilo livre), Passo para trás de Stephen Curry x Corrida para touchdown de Ameer Abdullah (futebol americano NCAA), Chave de braço de Ronda Rousey (MMA) x Enterrada que quebrou a tabela de Gerald Green (NBA), Gol de Tyler Ennis (NHL) x Arremesso acrobático de (WNBA) e Defesa de Kevin Pillar x Gol de Jeremy Ménez (futebol)

Melhor técnico

Steve Kerr (Golden State Warriors)

Indicados: Geno Auriemma (UConn Huskies, basquete universitário feminino), Bill Belichick (New England Patriots), Mike Krzyzewski (Duke Blue Devils, basquete universitário masculino) e Urban Meyer (Ohio State Buckeyes, futebol americano universitário)

Melhor recuperação de atleta

Rob Gronkowski, New England Patriots

Indicados: Derrick Rose (Chicago Bulls) e Lindsey Vonn (esqui alpino)

Melhor atleta internacional

Lionel Messi (Barcelona/Argentina, futebol)

Indicados: Novak Djokovic (tênis), Lewis Hamilton (Fórmula 1), Lydia Ko (golfe) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Portugal, futebol)

Melhor jogador da NFL

Aaron Rodgers (Green Bay Packers)

Indicados: Tom Brady (New England Patriots), Antonio Brown (Pittsburgh Steelers), DeMarco Murray (Dallas Cowboys) e JJ Watt (Houston Texans)

Melhor jogador da MLB

Mike Trout (Los Angeles Angels)

Indicados: Madison Bumgarner (San Francisco Giants), Clayton Kershaw (Los Angeles Dodgers), Corey Kluber (Cleveland Indians) e Giancarlo Stanton (Miami Marlins)

Melhor jogador da NBA

Stephen Curry (Golden State Warriors)

Indicados: Anthony Davis (New Orleans Pelicans), James Harden (Houston Rockets), LeBron James (Cleveland Cavaliers) e Russell Westbrook (Oklahoma City Thunder)

Melhor jogador da NHL

Jonathan Toews (Chicago Blackhawks)

Indicados: Duncan Keith (Chicago Blackhawks), Alexander Ovechkin (Washington Capitals), Carey Price (Montréal Canadiens) e John Tavares (New York Islanders)

Melhor piloto

Kevin Harvick (Nascar)

Indicados: Erica Enders-Stevens (dragster), Lewis Hamilton (Fórmula 1), Juan Pablo Montoya (Indy) e Will Power (Indy)

Melhor jogador da WNBA

Skylar Diggins (Tulsa Shock)

Indicadas: Brittney Griner (Phoenix Mercury), Maya Moore (Minnesota Lynx), Candace Parker (Los Angeles Sparks) e Diana Taurasi (Phoenix Mercury)

Melhor lutador

Ronda Rousey (MMA)

Indicados: Donald Cerrone (MMA), Terence Crawford (boxe), Gennady Golovkin (boxe) e Floyd Mayweather Jr (boxe)

Melhor jóquei

Victor Espinoza

Indicados: Javier Castellano e Joel Rosario

Melhor golfista homem

Jordan Spieth

Indicados: Rory McIlroy e Billy Horschel

Melhor golfista mulher

Lydia Ko

Indicadas: Stacy Lewis e Inbee Park

Melhor tenista homem

Novak Djokovic

Indicados: Marin Cilic, Roger Federer e Stan Wawrinka

Melhor tenista mulher

Serena Williams

Indicadas: Simona Halep, Petra Kvitova e Maria Sharapova

Melhor atleta universitário homem

Marcus Mariota (Oregon Ducks, futebol americano)

Indicados: Jack Eichel (Boston University Terriers, hóquei no gelo), Frank Kaminsky (Wisconsin Badgers, basquete), Logan Stieber (Ohio State Buckeyes, luta olímpica) e Dansby Swanson (Vanderbilt Commodores, beisebol)

Melhor atleta universitário mulher

Missy Franklin (California Golden Bears, natação)

Indicadas: Taylor Cummings (Maryland Terrapins, lacrosse), Lauren Haeger (Florida Gators, softbol), Micha Hancock (Penn State Nittany Lions, vôlei) e Breanna Stewart (UConn Huskies, basquete)

Melhor atleta de ação homem

Ryan Dungey (motocross)

Indicados: Tucker Hibbert (snowcross), Nyjah Huston (skate), Mark McMorris (snowboard) e Josh Sheehan (motocross estilo livre)

Melhor atleta de ação mulher

Kelly Clark (snowboard)

Indicados: Paige Alms (surfe), Stephanie Gilmore (surfe) e Laia Sanz (enduro/motorbike)

Melhor jogador de boliche

Jason Belmonte

Indicados: Parker Bohn III e Mike Fagan

Melhor jogador da MLS

Robbie Keane (Los Angeles Galaxy)

Indicados: Obafemi Martins (Seattle Sounders), Lee Nguyen (New England Revolution) e Bradley Wright-Phillips (New York Red Bulls)

Melhor atleta homem portador de deficiência

Krige Schabort (triatlo)

Indicados: Joe Berenyi (ciclismo), Josh Paul (hóquei), Mike Shea (snowboard) e Andy Soule (esqui nórdico)

Melhor atleta mulher portadora de deficiência

Becca Meyers (natação)

Indicadas: Kendall Gretsch (triatlo), Oksana Masters (esqui nórdico), Tatyana McFadden (atletismo) e Greta Neimanas (ciclismo)

Melhor time

Seleção feminina dos Estados Unidos (futebol)

Indicados: New England Patriots (NFL), UConn Huskies (basquete universitário feminino), Golden State Warriors (NBA), Chicago Blackhawks (NHL) e Ohio State Buckeyes (futebol americano universitário)

Prêmio do Ícone

Derek Jeter (New York Yankees)

Prêmio Jimmy V de Perseverança

Devon Stille, do Cincinnati Bengals, e sua filha Leah, de 5 anos, que está em recuperação de câncer

Prêmio Pat Tillman por Serviço à Nação

Danielle Green (Exército)

Prêmio Arthur Ashe de Coragem

Caitlyn Jenner (ex-decatleta)

Se você não acompanhou os ESPYs, veja aqui quem ganhou

Com três prêmios, LeBron James foi o grande vencedor da noite. Brasileiros não ganharam nenhum

Dwyane Wade e LeBron James, astros do Heat, durante a entrega dos ESPYs 2013 (Jordan Strauss/Invision/AP)
Dwyane Wade e LeBron James, astros do Heat, durante a entrega dos ESPYs 2013 (Jordan Strauss/Invision/AP)

Não dá para dizer que o ESPYs seja um prêmio realmente importante, que tenha aquela repercussão de um Oscar, Globo de Ouro ou mesmo de um Grammy. Mas é o que se tem nos esportes americanos, e ele até é decente. Melhor que equivalentes no Brasil, por exemplo. E o fato de os Estados Unidos serem um país com vários esportes populares e muitos atletas vencedores, a briga pelo posto de melhor em alguma categoria não é tão óbvia assim.

LEIA MAIS:
– Hoje tem ESPYs, e a gente mostra aqui quem disputa o prêmio neste ano
– O MVP: Sim, você já pode colocar LeBron entre os maiores da história sem medo
– Garoto de 7 anos faz touchdown mais sensacional do ano no futebol americano universitário
– O motivo que Jim Leyland e a MLB tiveram, e Matt Harvey, não

Na noite desta quarta, o grande vencedor foi LeBron James, com três prêmios. E o melhor jogo do ano ainda foi um do qual ele participou. Um reconhecimento ao que talvez seja o maior atleta norte-americano do momento (Serena Williams é páreo duro, mas ambos só brigam porque Michael Phelps se aposentou). Para o Brasil, não sobrou nada. Os quatro indicados (Pedro Barros, Letícia Bufoni, Tony Kanaan e Anderson Silva.

Veja abaixo quem venceu. Para saber quem eram os indicados, clique aqui:

Melhor atleta (homem)
LeBron James (basquete, Miami Heat)

Melhor atleta (mulher)
Serena Williams (tênis)

Melhor desempenho em decisão
LeBron James (basquete, Miami Heat), MVP das finais da NBA

Atleta revelação
Colin Kaepernick (futebol americano, San Francisco 49ers)

Melhor desempenho quebrando recorde
Michael Phelps (natação), maior medalhista olímpico

Maior zebra
Florida Gulf Coast sobre Georgetown (basquete universitário)

Melhor jogo
Miami Heat x San Antonio Spurs, jogo 6 das finais (NBA)

Melhor momento
Jack Hoffman, touchdown em jogo-treino de Nebraska (futebol americano universitário)

Jack Hoffman anota touchdown em jogo-treino dos Cornhuskers

Melhor técnico
Rick Pitino (basquete universitário masculino, Louisville)

Melhor atleta que ressurgiu
Adrian Peterson (futebol americano, Minnesota Vikings)

Melhor atleta internacional
Usain Bolt (atletismo, Jamaica)

Melhor jogador da NFL
Adrian Peterson (Minnesota Vikings)

Melhor jogador da MLB
Miguel Cabrera (Detroit Tigers)

Melhor jogador da NHL
Sidney Crosby (Pittsburgh Penguins)

Melhor piloto
Ryan Hunter-Reay (Indy)

Melhor jogador da NBA
LeBron James (Miami Heat)

Melhor jogadora da WNBA
Candace Parker (Los Angeles Sparks)

Melhor lutador
Floyd Mayweather Jr. (boxe)

Melhor golfista (homem)
Tiger Woods (Estados Unidos)

Melhor golfista (mulher)
Stacy Lewis (Estados Unidos)

Melhor tenista (homem)
Novak Djokovic (Sérvia)

Melhor tenista (mulher)
Serena Williams (Estados Unidos)

Melhor atleta universitário (homem)
Johnny Manziel (futebol americano, Texas A&M)

Melhor atleta universitário (mulher)
Brittney Griner (basquete, Baylor)

Melhor atleta de esportes de ação (homem)
Shaun White (snowboard)

Melhor atleta de esportes de ação (mulher)
Stephanie Gilmore (surfe)

Melhor jóquei
Joel Rosario (República Dominicana)

Melhor atleta portador de deficiência (homem)
Jeremy Campbell (atletismo)

Melhor atleta portadora de deficiência (mulher)
Jessica Long (natação)

Melhor jogador de boliche
Pete Weber (Estados Unidos)

Melhor jogador da MLS
Thierry Henry (New York Red Bulls)

Melhor atleta olímpico americano (homem)
Michael Phelps (natação)

Melhor atleta olímpico americano (mulher)
Missy Franklin (natação)

Melhor jogada
Tackle de Jadeveon Clowney (futebol americano universitário)

Prêmio Jimmy V de Perseverança
Dick e Rick Hoyt

Prêmio Arthur Ashe de Coragem
Robin Roberts

Hoje tem ESPYs, e a gente mostra aqui quem disputa o prêmio neste ano

Quatro brasileiros foram indicados para ganhar o principal prêmio dos esportes nos Estados Unidos

ESPYs (Divulgação)
ESPYs (Divulgação)

Um dia depois do All-Star Game da MLB acontece o que? Nada! Sim, é o único dia do calendário em que não há uma partidinha ou evento sequer de uma liga profissional ou nas grandes universitárias (futebol americano e basquete) em todo o ano nos Estados Unidos. E é por isso que é quando a ESPN norte-americana promove o ESPYs. Assim, atletas indicados em todas as ligas podem ir ao Staples Center de Los Angeles receber seu prêmio (ainda que nem todos vão).

O clichê é dizer que é “O Oscar dos Esportes Americanos”. Para fugir dele, alguém pode fazer o paralelo e chamar de “O Prêmio Brasil Olímpico dos Esportes Americanos”, mas seria maldade. Até porque não tem o Carlos Arthur Nuzman entregando prêmio algum.

A cerimônia ocorre na noite desta quarta, às 21h de Brasília. Há quatro brasileiros na parada: os skatistas Pedro Barros e Letícia Bufoni, o piloto Tony Kanaan e o lutador Anderson Silva.

Veja os indicados

Melhor atleta (homem)
Miguel Cabrera (beisebol, Detroit Tigers)
LeBron James (basquete, Miami Heat)
Adrian Peterson (futebol americano, Minnesota Vikings)
Michael Phelps (natação)

Melhor atleta (mulher)
Gabby Douglas (ginástica)
Missy Franklin (natação)
Brittney Griner (basquete, Baylor)
Serena Williams (tênis)

Melhor desempenho em decisão
Joe Flacco (futebol americano, Baltimore Ravens), MVP do Super Bowl
LeBron James (basquete, Miami Heat), MVP das finais da NBA
Brad Keselowski (automobilismo, Nascar), campeão da Sprint Cup
Pablo Sandoval (beisebol, San Francisco Giants), MVP da World Series

LeBron James (AP Photo/Lynne Sladky)
LeBron James (AP Photo/Lynne Sladky)

Atleta revelação
Colin Kaepernick (futebol americano, San Francisco 49ers)
Johnny Manziel (futebol americano, Texas A&M)
Mike Trout (beisebol, Los Angeles Angels)
Russell Wilson (futebol americano, Seattle Seahawks)
Yasiel Puig (beisebol, Los Angeles Dodgers)

Melhor desempenho quebrando recorde
Drew Brees (futebol americano, New Orleans Saints), quebrando recorde de touchdowns de Johnny Unitas
Calvin Johnson (futebol americano, Detroit Lions), quebrando recorde de jardas em uma temporada de Jerry Rice
Michael Phelps (natação), maior medalhista olímpico
Abby Wambach (futebol, seleção americana), estabelecendo recorde de gols por seleções

Maior zebra
Florida Gulf Coast sbre Georgetown (basquete universitário)
Louisville sobre Baylor (basquete universitário feminino)
Juan Manuel Márquez sobre Manny Pacquiao (boxe)
Texas A&M sobre Alabama (futebol americano universitário)

Melhor jogo
Boston Bruins x Toronto Maple Leafs, jogo 7 da primeira rodada dos playoffs (NHL)
Miami Heat x San Antonio Spurs, jogo 6 das finais (NBA)
Baltimore Ravens x Denver Broncos, playoffs da Conferência Americana (NFL)

Melhor momento
Jack Hoffman, touchdown em jogo-treino de Nebraska (futebol americano universitário)
Alex Morgan, gol contra o Canadá na semifinal das Olimpíadas (futebol)
Andy Murray, medalha de ouro nos Jogos Olímpicos (tênis)
Chuck Pagano, retornando ao Indianapolis Colts

Melhor técnico
Bruce Arians (futebol americano, Indianapolis Colts/Arizona Cardinals)
Geno Auriemma (basquete universitário feminino, UConn)
John Danowski (lacrosse, Duke)
Rick Pitino (basquete universitário masculino, Louisville)
Erik Spoelstra (basquete, Miami Heat)

Rick Pitino (AP Photo/David J. Phillip)
Rick Pitino (AP Photo/David J. Phillip)

Melhor atleta que ressurgiu
Peyton Manning (futebol americano, Denver Broncos)
Adrian Peterson (futebol americano, Minnesota Vikings)
Mariano Rivera (beisebol, New York Yankees)
Buster Posey (beisebol, San Francisco Giants)

Melhor atleta internacional
Usain Bolt (atletismo, Jamaica)
Cristiano Ronaldo (futebol, Portugal)
Lionel Messi (futebol, Argentina)
Juan Manuel Márquez (boxe, México)
Novak Djokovic (tênis, Sérvia)

Melhor jogador da NFL
Calvin Johnson (Detroit Lions)
Peyton Manning (Denver Broncos)
Adrian Peterson (Minnesota Vikings)
Aaron Rodgers (Green Bay Packers)
JJ Watt (Houston Texans)

Melhor jogador da MLB
Miguel Cabrera (Detroit Tigers)
RA Dickey (New York Mets/Toronto Blue Jays)
Buster Posey (San Francisco Giants)
David Price (Tampa Bay Rays)
Mike Trout (Los Angeles Angels)

Miguel Cabrera - Detroit Lions (Ezra Shaw/Getty Images/AFP)
Miguel Cabrera (Ezra Shaw/Getty Images/AFP)

Melhor jogador da NHL
Sidney Crosby (Pittsburgh Penguins)
Henrik Lundqvist (New York Rangers)
Alexander Ovechkin (Washington Capitals)
Martin St. Louis (Tampa Bay Lightning)
John Tavares (New York Islanders)

Melhor piloto
Ryan Hunter-Reay (Indy)
Tony Kanaan (Indy)
Brad Keselowski (Indy)
Sebastian Vettel (Fórmula 1)

Melhor jogador da NBA
Carmelo Anthony (New York Knicks)
Kobe Bryant (Los Angeles Lakers)
Kevin Durant (Oklahoma City Thunder)
Tony Parker (San Antonio Spurs)
LeBron James (Miami Heat)

Melhor jogadora da WNBA
Tamika Catchings (Indiana Fever)
Tina Charles (Connecticut Sun)
Angel McCoughtry (Atlanta Dream)
Candace Parker (Los Angeles Sparks)
Lindsay Whalen (Minnesota Lynx)

Melhor lutador
Canelo Álvarez (boxe)
Danny Garcia (boxe)
Jon “Bones” Jones (MMA)
Floyd Mayweather Jr. (boxe)
Anderson Silva (MMA)

Melhor golfista (homem)
Rory McIlroy (Irlanda do Norte)
Justin Rose (Inglaterra)
Adam Scott (Austrália)
Brandt Snedeker (Estados Unidos)
Tiger Woods (Estados Unidos)

Melhor golfista (mulher)
Na Yeon Choi (Coreia do Sul)
Stacy Lewis (Estados Unidos)
Inbee Park (Coreia do Sul)
Jiyai Shin (Coreia do Sul)

Melhor tenista (homem)
Novak Djokovic (Sérvia)
Roger Federer (Suíça)
Andy Murray (Escócia)
Rafael Nadal (Espanha)

Melhor tenista (mulher)
Victoria Azarenka (Belarus)
Maria Sharapova (Rússia)
Serena Williams (Estados Unidos)

Melhor atleta universitário (homem)
Trey Burke (basquete, Michigan)
Kyle Dake (luta, Cornell)
Drew LeBlanc (hóquei no gelo, St. Cloud State University)
Johnny Manziel (futebol americano, Texas A&M)

Johnny Manziel (Mike Zarrilli/Getty Images/AFP)
Johnny Manziel (Mike Zarrilli/Getty Images/AFP)

Melhor atleta universitário (mulher)
Kara Cannizzaro (lacrosse, UNC)
Crystal Dunn (futebol, UNC)
Brittney Griner (basquete, Baylor)
Keilani Ricketts (softbol, Oklahoma)

Melhor atleta de esportes de ação (homem)
Pedro Barros (skate)
Nyjah Huston (skate)
Mark McMorris (snowboard)
Ryan Villopoto (motocross)

Melhor atleta de esportes de ação (mulher)
Leticia Bufoni (skate)
Kelly Clark (snowboard)
Stephanie Gilmore (surfe)
Laia Sanz (motocross)

Melhor jóquei
Javier Castellano (Venezuela)
Ramón Domínguez (Venezuela)
Joel Rosario (República Dominicana)
John Velásquez (Porto Rico)

Melhor atleta portador de deficiência (homem)
Jeremy Campbell (atletismo)
Jeff Fabry (tiro com arco)
Raymond Martin (atletismo)
Lt. Bradley Snyder (natação)
Tyler Walker (esqui)

Melhor atleta portadora de deficiência (mulher)
Victoria Arlen (natação)
Muffy Davis (paraciclismo)
Jessica Long (natação)
Tatyana McFadden (atletismo)
Shirley Reilly (atletismo)

Melhor jogador de boliche
Jason Belmonte (Austrália)
Scott Norton (Estados Unidos)
Pete Weber (Estados Unidos)

Melhor jogador da MLS
Thierry Henry (New York Red Bulls)
Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes)
Graham Zusi (Sporting Kansas City)

Melhor jogada
São 32, definidas ao longo do dia em sistema de mata-mata por votação na internet. Clique aqui e veja quem está na parada.