Auston Matthews fez, possivelmente, a melhor estreia da história da NHL

Só não foi perfeita porque seu time conseguiu perder a partida

Anúncios

Toronto é a quarta maior cidade da América do Norte, a terceira se considerarmos apenas as que têm franquias em NFL, MLB, NBA e NHL. Seria de se esperar que a maior metrópole do Canadá tivesse equipes competitivas, mas uma nuvem de azar parecia pairar sobre a região por décadas. Até que, de repente, as coisas começam a virar. Até os Maple Leafs, símbolo de incompetência administrativa do hóquei no gelo, já tem motivos para se alegrar. E tudo devido a um jogo de Auston Matthews.

O central foi a primeira escolha do draft da NHL. Logo na abertura da temporada, em um duelo contra o Ottawa Senators, o garoto fez uma das melhores melhores – talvez a melhor – estreia de um jogador na história da liga. Foram quatro gols, o primeiro após somente nove minutos. Só não foi perfeita porque os Maple Leafs não abandonam certos vícios (como o de frustrar sua torcida) e acabaram perdendo por 5 a 4.

Se os próximos jogos também forem positivos a Matthews (basta atuar bem, não precisa sair fazendo gol toda hora), não se surpreendam se ele se transformar rapidamente em atração. Não apenas porque será o Messias que tirará a segunda franquia mais vitoriosa da NHL da série de 49 anos sem título, mas porque ele foi criado no Arizona e tem uma mãe mexicana, sendo um símbolo de como o hóquei no gelo pode ter sucesso na comunidade latina e nas regiões quentes dos Estados Unidos.

https://www.nhl.com/video/embed/matthews-four-goal-debut/t-277350912/c-45233203?autostart=false

Jogador dos Blackhawks faz patacoada e obriga goleiro a fazer defesa espetacular

Scott Darling fez uma ponte para salvar Teuvo Teravainen de erro em saída de jogo

Teuvo Teravainen tentou sair jogando depois de um ataque do Toronto Maple Leafs. Mas o central do Chicago Blackhawks se complicou e acabou perdendo o controle do disco. Uma jogada apetitosa para Nick Spaling, do Toronto Maple Leafs, que não titubeou em finalizar diante do gol vazio.

Só que ele não contava com a rapidez de Scott Darling. O goleiro fez uma ótima leitura da jogada e percebeu que viria um arremate no seu canto esquerdo. Ele saltou como se fizesse uma ponte no futebol e conseguiu uma das melhores defesas do ano.

Veja os resultados da NHL nesta segunda:

New York Islanders 4×1 Detroit Red Wings
Clagary Flames 4×6 Anaheim Ducks
Florida Panthers 2×1 Pittsburgh Penguins
Nashville Predators 2×3 Dallas Stars
Chicago Blackhawks 7×2 Toronto Maple Leafs
Arizona Coyotes 6×2 Montréal Canadiens
Vancouver Canucks 2×5 Minnesota Wild

Veja Connor McDavid destruir o Toronto Maple Leafs

Novato anotou cinco pontos na goleada do Edmonton Oilers

Era o confronto entre os dois piores times da NHL, mas o garoto-fenômeno Connor McDavid conseguiu dar alguma relevância ao Edmonton Oilers x Toronto Maple Leafs desta quinta. O jogador dos Oilers, número 1 do último draft e apontado como futura estrela da NHL, detonou seu time de infância.

O central participou de todos os gols de sua equipe na vitória por 5 a 2. Ele marcou dois gols e deu três assistências, completando a primeira partida de cinco pontos de sua carreira. Pior para os Leafs, e também para seu companheiro Jordan Eberle, que anotou um hat trick (três gols) que está passando desperdebido.

Desde a parada do All-Star Game, McDavid teve 12 pontos em seis partidas. Claro que ele não conseguirá manter esse ritmo, mas ele voltou muito forte da fratura da clavícula que o tirou de ação por algumas semanas.

https://www.nhl.com/video/embed/mcdavids-five-point-game/t-277752844/c-41226503?autostart=false

Veja os resultados da NHL nesta quinta:

New York Islanders 5×2 Los Angeles Kings
Philadelphia Flyers 5×1 Buffalo Sabres
Columbus Blue Jackets 4×3 Anaheim Ducks
Ottawa Senators 3×4 Colorado Avalanche
Minnesota Wild 3×4 Washington Capitals
Winnipeg Jets 2×6 Boston Bruins
Chicago Blackhawks 2×4 Dallas Stars
Edmonton Oilers 5×2 Toronto Maple Leafs
San Jose Sharks 5×6 Calgary Flames

Está difícil acreditar que essa jogada não terminou em gol

Evgeny Medvedev apareceu para dar uma ajuda providencial a Steve Mason, goleiro dos Flyers

O goleiro Steve Mason ficou para trás, deixando o lado direito do gol todo aberto. PA Parenteau não teria trabalho algum para desempatar o jogo entre seu Toronto Maple Leafs e o Philadelphia Flyers na Filadélfia. De fato, o ala canadense arrematou confiante de que faria o gol. Mas o disco não entrou.

Incrivelmente, o defensor Evgeny Medvedev apareceu de trás do gol para salvar os Flyers. Na primeira imagem nem dá para entender direito como o disco não entrou.

Veja os resultados da NHL nesta terça:

New Jersey Devils 4×2 Calgary Flames
New York Rangers 3×2 Vancouver Canucks
Philadelphia Flyers 2×3 Toronto Maple Leafs
Columbus Blue Jackets 3×6 Washington Capitals
Montréal Canadiens 1×4 Boston Bruins
Tampa Bay Lightning 6×4 Edmonton Oilers
Nashville Predators 1×4 Chicago Blackhawks
Los Angeles Kings 3×2 Dallas Stars

Goleiro quebra tabu de 99 anos e dedica feito… a quem o escolheu no Fantasy

Garret Sparks até chorou quando descobriu que foi o primeiro goleiro a estrear sem sofrer gols na história dos Maple Leafs

O Toronto Maple Leafs tem 99 anos de história, conquistou 13 Stanley Cups e teve alguns dos maiores jogadores da história, mas nunca viu um goleiro seu passar o jogo de estreia na NHL sem sofrer gol. Era assim até nesta segunda, quando Garret Sparks calou o ataque do Edmonton Oilers na vitória por 3 a 0.

LEIA TAMBÉM: Fantasy diário dominou EUA, mas luta para se manter na lei

O goleiro de 22 anos não tinha noção do tamanho de seu feito até a entrevista pós-jogo. Claro, ele foi o escolhido da TV canadense para dar a entrevista. E quando soube que quebrara um tabu quase centenário, não se conteve e chorou.

Nos vestiários, já recobrado da surpresa, mostrou que sabia o que era realmente importante. Dedicou a vitória a seus pais (que estavam nas arquibancadas) e a todos que o haviam selecionado para seu time do fantasy.

//platform.twitter.com/widgets.js

Veja os resultados da NHL nesta segunda:

New York Islanders 5×3 Colorado Avalanche
New York Rangers 4×3 Carolina Hurricanes
Toronto Maple Leafs 3×0 Edmonton Oilers
Anaheim Ducks 4×0 Vancouver Canucks

Que tal pararmos um momento para admirar essa assistência de Brad Boyes?

Passe meio de virada, meio de costas, deixou companheiro completamente livre para mandar para a rede

O hóquei no gelo é um jogo tão rápido quem nem sempre se percebe a beleza e técnica em pequenas jogadas. Tudo parece automático, mas há muita coisa acontecendo em cada lance. Como no terceiro gol do Toronto Maples Leafs sobre o Colorado Avalanche na vitória por 5 a 1 desta terça.

VEJA TAMBÉM: Criança se diverte indo a um jogo? Se depender desse garoto, a resposta é um sonoro “sim”

O time de Denver estava em desvantagem numérica e tentou fazer uma barricada humana em torno do goleiro. Mas a forma como os Leafs acharam uma brecha foi brilhante. Três jogadores triangularam do lado esquerdo do rinque, atraindo os quatro defensores do Avalanche. De repente, o disco chega a Brad Boyes, que dá um passe sensacional de costas, virando todo o jogo para a direita, onde Tyler Bozak estava sozinho esperando.

Mandar o puck para a rede foi o mais fácil.

Veja os resultados da NHL nesta terça:

Boston Bruins 4×5 San Jose Sharks
Buffalo Sabres 1×3 Dallas Stars
Philadelphia Flyers 2×3 Los Angeles Kings (no shootout)
Columbus Blue Jackets 3×1 St. Louis Blues
Pittsburgh Penguins 4×3 Minnesota Wild
Toronto Maple Leafs 5×1 Colorado Avalanche
Nashville Predators 3×2 Anaheim Ducks
Calgary Flames 3×2 New Jersey Devils

Gol de Pacioretty, falha de Bernier. A temporada da NHL começou de forma estranhamente familiar

Está faltando criatividade no Deus do hóquei que está escrevendo o roteiro de cada temporada

A NHL resolveu abrir a temporada com o pé na porta. Marcou o grande clássico do Canadá, um dérbi californiano e um encontro entre dois dos Original Six que têm mostrado mais competitividade nos últimos anos. Mas, de certa forma, o torcedor ficou com uma sensação de que não estava acontecendo tanta coisa diferente. Foi só sair gol.

O primeiro jogador a ir às redes no campeonato 2015/16 foi Max Pacioretty, do Montréal Canadiens, em uma falha clamorosa de Jonathan Bernier. Veja só:

Ficou uma sensação de déjà vu. Afinal, o primeiro gol da temporada 2014/15 foi… de Pacioretty em uma falha de Bernier! Pois é, já tem torcedor do Chicago Blackhawks sorridente, esperando que o final também seja igual.

Veja os resultados da NHL nesta quarta:

Toronto Maple Leafs 1×3 Montréal Canadiens
Chicago Blackhawks 2×3 New York Rangers
Calgary Flames 1×5 Vancouver Canucks
Los Angeles Kings 1×5 San Jose Sharks

Todo o time dos Predators foi parabenizar o goleiro, e por um bom motivo

Carter Hutton faz defesa espetacular, tirando o disco em cima da linha perto do final da partida

Fim de jogo, os jogadores do Nashville Predators vão comemorar com o goleiro Carter Hutton. O time, líder da Divisão Central da NHL, havia acabado de vencer o Toronto Maple Leafs por 4 a 3. E era compreensível o porquê de todos irem atrás de Hutton.

CONFIRA TAMBÉM: Você nunca tinha visto uma cabeçada no hóquei, mas agora é a sua chance

Olha a defesa que o goleiro fez a 3 minutos do final da partida. Primeiro, o disco acertou a trave. A jogada continua, a finalização desvia em um atacante dos Leafs e quase pega Hutton desprevenido. Mas ele, no instinto, salva em cima da linha.

Veja os resultados da NHL nesta terça:

New Jersey Devils 2×1 Ottawa Senators
New York Islanders 2×4 Florida Panthers
Washington Capitals 4×0 Los Angeles Kings
Columbus Blue Jackets 1×4 Arizona Coyotes
Montréal Canadiens 2×3 Buffalo Sabres
Nashville Predators 4×3 Toronto Maple Leafs
St. Louis Blues 2×1 Tampa Bay Lightning
Minnesota Wild 3×0 Chicago Blackhawks
Dallas Stars 2×3 Colorado Avalanche (shootout)
Anaheim Ducks 5×4 Carolina Hurricanes
Vancouver Canucks 3×2 Winnipeg Jets

Clique aqui para ver a classificação completa.

Está chovendo camisa dos Maple Leafs em Toronto

Mais uma derrota contundente, mais camisa atirada ao gelo

Camisa dos Maple Leafs atirada ao gelo na partida contra o Predators (Josh Gold-Smith/Twitter)
Camisa dos Maple Leafs atirada ao gelo na partida contra o Predators (Josh Gold-Smith/Twitter)

O Toronto Maple Leafs faz uma campanha mediana, passável. Ocupa a sexta posição da Divisão Atlântico, mas seus 20 pontos garantiriam a oitava posição na Conferência Leste e uma vaga nos playoffs se a temporada regular terminasse neste momento. O problema é que a equipe entrou em uma má fase, acumulando três derrotas, as duas últimas tirando a torcida do rumo de casa.

VEJA MAIS: O sofrimento de Gordie Howe, um dos maiores jogadores da história do hóquei

No sábado, tomou de 6 a 2 para o Buffalo Sabres. Nesta terça, foi ainda pior: 9 a 2 para o Nashville Predators em Toronto. Nos dois casos, a torcida protestou atirando objetos no gelo. Contra os Sabres, foram camisas e cachecóis após a partida. Contra os Predators, foi camisa oficial, e com o jogo ainda em andamento.

Realmente, a paciência da torcida está bastante curta. O suficiente para jogar fora uma camisa que é reazoavelmente cara. Resultado de ver um dos times mais tradicionais da NHL não chegar à disputa da Stanley Cup desde 1967. É a maior fila da liga tanto em títulos quanto em idas à final.

Veja os resultados desta terça na NHL:

Boston Bruins 2×0 St. Louis Blues
New York Islanders 5×2 Tampa Bay Lightning
Columbus Blue Jackets 0x5 Detroit Red Wings
Buffalo Sabres 4×1 San Jose Sharks
Toronto Maple Leafs 9×2 Nashville Predators
Montréal Canadiens 0x4 Pittsburgh Penguins
Winnipeg Jets 3×1 New Jersey Devils
Dallas Stars 4×6 Carolina Hurricanes
Calgary Flames 4×3 Anaheim Ducks (shootout)
Arizona Coyotes 1×2 Washington Capitals
Los Angeles Kings 5×2 Florida Panthers

Clique aqui e confira a classificação completa.

Homenagens ao Canadá têm hino à capela em duas línguas e em três arenas ao mesmo tempo

Torcidas de Maple Leafs, Senators e Canadiens deixam rivalidade de lado após atentado ao parlamento

Torcida dos Maple Leafs mostra bandeira do Canadá antes de partida contra os Bruins (Reprodução)
Torcida dos Maple Leafs mostra bandeira do Canadá antes de partida contra os Bruins (Reprodução)

A torcida encher os pulmões para cantar um hino nacional antes de uma partida virou lugar-comum na Copa do Mundo. Mas nem sempre a menção nacionalista tem razões tão felizes quanto incentivar uma seleção antes de um jogo de futebol. Neste sábado, foi um momento para os torcedores de hóquei no gelo do Canadá mostrarem união após o parlamento do país sofrer um atentado.

VEJA MAIS: Jogo cancelado e mensagens de apoio marcam rodada da NHL em dia de tiroteios em Ottawa

A tabela da NHL marcou três jogos no mesmo horário em cidades canadenses importantes. Em Ottawa, a capital, os Senators receberam o New Jersey Devils. O Toronto, a maior cidade, os Maple Leafs enfrentaram o Boston Bruins. E em Montreal, segunda maior cidade e a maior da parte francesa do país, os Canadiens jogaram contra o New York Rangers. Uma oportunidade para fazer uma homenagem marcante.

Senators, Maple Leafs e Canadiens organizaram uma homenagem conjunta nos três ginásios. O centro da cerimônia foi Ottawa, com telão e sistema de som transmitindo imagens e sons de uma arena para outra. No momento do hino canadense, os três ginásios cantaram “Oh Canada” à capela, um vendo e ouvindo o que o outro fazia. Um momento bonito, em que três torcidas rivais estiveram juntas, não importando se fazendo isso em inglês (Ottawa e Toronto) ou francês (Montreal).

Obs.: a festa canadense antes do jogo não se repetiu depois. Dos três times que participaram dessa cerimônia, só o Montréal Canadiens ficou com a vitória